Respostas que um programador Java busca quando começa a programar em C++

Há alguns semestres eu leciono matérias como Programação III ou Programação Aplicada de Computadores, que focam em programação orientada a objetos e incluem em seus programas linguagens como Java e C++. Ensinar Java é bem tranquilo, visto que programo nesta linguagem desde 1999, sempre fiz parte de JUGs (mesmo durante o doutorado), escrevi artigos para revistas sobre Java, enfim… me mantive atualizado.

Já em C++ minha experiência era bem limitada em comparação. Antes de começar a lecionar usando esta linguagem, só a tinha utilizado uma vez durante o meu curso de graduação, na disciplina Linguagens de Programação com o prof. Flávio Varejão. Na época, o currículo da Ciência da Computação não incluía uma disciplina específica para Programação OO.

O resultado é que fui aprendendo bastante sobre a linguagem ao longo destes quase 3 anos como professor do DI/Ufes. Criei até um utilitário C++ com funções de tokenização (tipo java.lang.String.split()), formatação de datas (tipo java.text.SimpleDateFormat) e de números (tipo java.text.NumberFormat).

Este semestre, no entanto, resolvi fazer diferente das últimas vezes que dei essa matéria e implementei o trabalho prático não só em Java, mas também em C++. Descobri que tinha muita coisa necessária no processo de “tradução” de um programinha simples em Java para C++ que eu estava ainda por descobrir. Montei, então, esse “FAQ” com algumas dicas para quem segue nessa mesma estrada do Java para o C++. Espero que ajude!

Veja as perguntas (e respostas!)